31/12/08

Os piores casos de 2008

Uff, ando nisto há apenas alguns meses e já soube de cada história...

Em conversas com outros voluntários mais experientes ou visitando os sites das várias associações, chegam ao meu conhecimento relatos sobre animais que são acolhidos vítimas de maus-tratos. São atirados de carros em andamento, atropelados e abandonados para morrer na berma; são pontapeados ou até mesmo baleados; são amarrados com correntes, são escorraçados do seu cantinho, são deixados para morrer à fome, à sede, ao frio...

Os meus olhos têm sido poupados. Ainda não tenho imagens trágicas como essas gravadas na minha mente para sempre. Ouço as histórias, vejo as fotos, sinto a compaixão.

E, em tempo de balanço, apesar das muitas alegrias que tive - os amigos que fiz, os animais que conseguimos dar para adopção, etc. - não posso deixar de recordar os casos que, com esses meus olhos poupados, presenciei. Não são piores nem melhores do que os outros todos, são apenas os que eu vi... e asqueles que ainda recordo, porque de certeza que ficam outros tantos de fora.

2 comentários:

Van Dog disse...

As histórias impressionantes devem ser muito, muito duras.
Sorte da canzoada de poder contar com vocês...

Uma dona babada disse...

obrigada!!!

os voluntários de todas as associações são sem dúvida os meus heróis, mas quem acolhe ou adopta um dos nossos animais também!

e no meio das histórias tristes, é bom saber que alguns estão bem (como o Lucas eheheh)