27/05/10

Autocolantes eletroestáticos (sem cola)



Olá!

O SOS Animal tem autocolantes electroestáticos de sensibilização contra o abandono.
Agora que o Verão se aproxima faz falta sensibilizar para este drama!

Estes autocolantes são electoestáticos, ou seja, não têm cola, e caso deseje retirar basta puxar.
Cola-se do lado de dentro do vidro para se ver para fora, são óptimos para colocar no automóvel.

Temos duas versões:
Autocolante com o sinal stop "Abandono não rima com dono"
Autocolante com um sinal triangular "Estou à tua procura... porque me abandonaste?"


Caso deseje receber um, cada custa apenas 1€.
Envio e portes de correio – Grátis!

Basta enviar-nos um e-mail para: sosanimal@sosanimal.com a solicitar o envio, com nome, morada, quantidade e nome do autocolante, para podermos confirmar a disponibilidade de autocolantes e dar-lhe as instruções de pagamento.

26/05/10

Sinfonia

À noite, quando fui para o quarto, os cães decidiram escoltar-me e ficar a fazer-me companhia, pelo menos até o Dono se ir deitar também e os mandar embora.
A Emma deitou-se no tapete do lado do Dono, o Sushi deitou-se no tapete do meu lado da cama. Quando saí da casa-de-banho toda pronta para me ir deitar já eles estavam a dormir.
A dormir, a ressonar, a sonhar. Ele corria e choramingava, ela rosnava. Que grande sinfonia que para ali ia!

25/05/10

É tão fácil fazê-los felizes!

Desculpem a publicidade, mas não resisti. Este vídeo está mesmo giro!
video

24/05/10

Labradora... ou aspiradora?

Apresento-vos o novo modelo de aspirador Emma 3540. 35 é quanto pesa normalmente e 40 seria o peso aproximado depois de literalmente aspirar quilos de ração à socapa.

Ah pois é... Pela primeira vez nestes últimos 3 anos deixámos a porta da despensa aberta e a menina Emma teve acesso à bela da saca de ração sem ninguém por perto para a vigiar. Comeu tudo quanto conseguiu, deixando um túnel com a marca do focinho dela inclusivamente, e depois à noite estava inchada que nem um peru na véspera de Natal. Conclusão: toca de ligar para o HVO à noite, para saber se seria preciso fazer-lhe algum tipo de lavagem ao estômago ou assim. Mas, segundo a vet que simpaticamente nos atendeu, uma vez que ela estava aos pinotes como sempre, bastava cortarmos-lhe o acesso a água (para a ração no estômago dela não inchar tipo arroz) e não a deixar brincar muito. Claro que ao mínimo sinal de indisposição deveríamos logo levá-la para o hospital.

Ela bem que arfava e pela primeira vez não quis subir para a nossa a cama, mas tirando isso parecia estar verdadeiramente satisfeita com a proeza. Portanto, lá a fomos vigiando, lá a fomos separando do Sushi para ela não se excitar demais, lá lhe tirámos as bolas todas para ela não brincar e fechámos a porta do escritório para ela não poder ir empoleirar-se à janela a ladrar aos outros cães. E eu, que não rezo, dei por mim a fazer figas para tudo correr bem e ela não ficar com a tão temida torção do estômago que tantos labradores já tiveram, por causa de proezas como esta.

Isto aconteceu na 6ª feira e posso dizer-vos que desde então a natureza (leia-se processo intestinal) já se encarregou de "escoar" o super-ávit (leia-se vocês sabem o quê) muitas vezes e em muita quantidade. hehehe

Portanto nos próximos dias tudo vai voltar à normalidade, ela já terá água e brinquedos e poderá voltar a comer a quantidade NORMAL. Sim, porque nestes últimos dias ela andou a 20 pepitas por dia...

Enfim, mais um grande susto, mais uns cabelos brancos, mas acabou tudo em bem. Tenham sempre cuidado com as sacas de ração, meus amigos, elas são um perigo. Ou melhor, os aspiradores é que são!!!

23/05/10

Hoje é dia de campanha...

No Parque do Alvito, em Monsanto. Apareçam!

21/05/10

Confissão

Olá,

daqui é a Emma e o Sushi. Queríamos só dizer-vos que a nossa Dona vai passar o fim de semana na prisão. Então não é que ela ainda não devolveu o livro do "Dewey" à dona do Boss? Hoje de manhã ela encontrou o livro no carro, debaixo do banco, onde tem andado protegido do sol (isso é o que ela diz, nós achamos que na verdade era um esconderijo). Com a desculpa de ter o livro sempre com ela não fosse cruzar-se com a dona do Boss, a verdade é que a nossa Dona andou a passeá-lo para todo o lado. O livro passeou mais do que nós. Não se admite.

E ela ainda teve a lata de ficar surpreendida. E corada. E envergonhada. Nós é que temos vergonha, ora que esta. Estamos muito envergonhados de ter uma dona que não passa de uma ladrazinha de livros. Se ela se esquece de devolver um livro durante tanto tempo, também um dia pode esquecer-se de nós ou algo assim.

Ah, e nada de a visitarem na prisão para lhe levar uns bolinhos porque ela está de dieta. Não há bolinhos (nem mais livrinhos) para ninguém! E temos dito!


Lambidelas,

A Patrulha Canina

17/05/10

Donos 6 estrelas para 3 princesas

Espreitem no blog Li with a Sony as fotos de 3 gatinhas bebés, meigas e lindas de morrer, que estão para adopção. Chamam-se Matilde, Alice e Joana Carlota. Divulguem entre os vossos amigos para lhes arranjarmos uma família fantástica.

13/05/10

FOTOS! FOTOS! FOTOS!

Que saudades de ver este blog com fotos. Obrigado querido carregador da máquina fotográfica por teres reaparecido.

Aqui ficam as famosas fotos das férias de Natal (balhamedeus, foi preciso o Papa vir cá para eu cumprir esta promessa).


O Dono e a menina.



A Dona e a menina.

Estas fotos foram tiradas em manhãs diferentes. Durante as férias os cães dormiram sempre connosco e como é óbvio acordávamos com a Emma esborrachada na nossa cama.

12/05/10

Resposta

Antes de mais, obrigada por todos os comentários. É sempre bom partilhar histórias e ouvir as opiniões de outras pessoas.

Na verdade, lá em casa temos um problema de incoerência: eu limpo sem ralhar e só quando estou realmente muuuuito muiiiitoooo chateada é que ralho. O Dono ralha muito mais e sempre, além de lhe dar umas palmadas (obviamente nunca é com força por causa da displasia), blablabla.
E não raras vezes chateamo-nos os dois porque ele diz que o meu método não resulta e eu acho que o dele também não.
(O Dono vai ler isto e ele sabe que é verdade.)
A incoerência na educação de um amigo de 4 patas é algo muito negativo, porque o deixa confuso e às tantas é pior a "amêndoa" que o "soneto". Mas acaba por ser uma transposição natural das personalidades de cada um dos donos, caindo até num certo antropomorfismo. É como se eu fosse a mãe que dá carinho e ele o pai disciplinador. Existem muitas regras que ambos aplicamos com coerência, mas no problema do xixi nós discordamos (embora estejamos de acordo quanto ao desespero) e a única solução - completamente irrealista - seria a Emma só ter um dono. Não dá, somos 4, temos de pensar noutra solução.

Eu passei mais tempo com a Emma nos primeiros meses porque o Dono estudava à noite e éramos só nós as duas lá em casa. E nessa altura era eu quem a levava à rua e dava biscoitos e dizia "xixi na rua, linda menina" e limpava a cozinha sem lhe bater nem gritar nem pôr de castigo. (Apanhar em flagrante nunca foi possível porque quando estamos em casa ela não faz nada). E mesmo assim ela nunca foi uma cadela asseada.

Se eu fizesse aqui uma lista das coisas que já tentámos e que não resultaram nunca mais daqui saía. Não quero parecer que me estou a defender, porque não estou ofendida com nada, além disso este blog é meu e a cadela é minha LOL, mas vou só dizer o seguinte: depois de tentar tantas coisas, de ler tantos livros, de falar com tantas pessoas (incluindo o treinador dela e mais do que um vet), passaram-se 3 anos e todos os dias não há um único azulejo na minha cozinha de 15m2 que não tenha de ser limpo pelo menos uma vez por dia, então o amor que sentimos por ela é realmente muito grande, porque outros já teriam perdido a paciência há muito tempo. O Sushi também fez xixi nos primeiros dias lá em casa e num instante percebeu que não podia. Ela já teve fases em que parece ter aprendido e depois volta tudo ao mesmo.

Que é uma questão de ansiedade, cada vez tenho menos dúvidas, até porque ela porta-se pior quando não estamos. Mas mesmo antes de o Sushi ter problemas de ansiedade e aplicarmos todas aquelas coisas de afirmação do par Alfa (comer primeiro do que ele, sair de casa sempre à frente dele, dobrar as esquinas dos prédiso na rua à frente dele, evitar os rituais de saudação, só dar festinhas quando nós o chamamos, etc etc etc) já fazíamos isso com a Emma há muito tempo. Portanto... não percebo... e quando assim é... sou forçada a procurar quem perceba.

Portanto, assim que possível vou marcar então um encontro na Educacão com o treinador do Boss e vai ser muito interessante de certeza. E, sim, é melhor o Sushi ficar em casa... LOL



PS - O castigo de ficar fechada na casa-de-banho é recente e já nem sei bem como surgiu mas a ideia é privá-la da nossa companhia. Ela vai para lá sozinha quando ouve a palavra "castigo" e senta-se no mesmo cantinho que costuma ocupar quando vai fazer-me companhia quando eu vou "ler para a casa-de-banho". E quando lhe reabrimos a porta ela sai de lá com ar de sono, portanto tudo isto me leva a crer que ela não fica assim tão chateada com o castigo.

11/05/10

Desespero

Já não sabemos o que fazer. A Emma continua a portar-se muito mal com os xixis e os cocós. Muito mal mesmo. Todos os dias lavo o chão da cozinha pelo menos duas vezes, e agora não se contenta com isso e também anda a sujar o hall. Quando tínhamos tijoleira não o fazia, agora temos soalho flutuante e portanto é ainda mais grave, pois é precisamente agora que ela decidiu expandir o território.

Sabemos que não é um problema físico, porque quando vamos para fora de casa (ou se a deixamos dormir connosco) ela aguenta horas e horas.

Conheço várias pessoas que optam por não levar os seus cães à rua e dar-lhes luz verde para sujarem a cozinha ou a varanda, etc. etc., mas não é o nosso caso. A Emma vai à rua 4 vezes por dia - aos fins de semana ainda vai mais vezes. Portanto realmente não há nada que justifique este comportamento. E muitos outros donos já se teriam visto livres dela, por muito menos e há muito mais tempo. (Obviamente, não é isso que está em causa, não o vamos fazer, estou só a constatar um facto: ela tem muita sorte por nos ter como donos e não outras pessoas com menos amor aos animais.)

Mas, bolas, há 3 anos que ando de esfregona na mão! E era tudo tão mais fácil e melhor para todos nós (incluindo para ela, aliás, sobretudo para ela, que escusava de me ouvir aos berros ou de ficar de castigo na casa-de-banho) se ao menos ela não nos aprontasse destas todos os dias.

Nós achamos que já tentámos de tudo. O Dono até já fala em por-lhe fraldas...

Portanto, se alguém conhece algum psicólogo ou treinador, se alguém tiver alguma sugestão, nesta altura toda a ajuda é bem-vinda.

07/05/10

Passatempo

Está a decorrer um passatempo muito giro no site do Van Dog. Participem!

06/05/10

Um dia...

Também terei um filho e as suas primeiras palavras também serão, provavelmente, "ão ão ão"!
Para ler e rir aqui.

05/05/10

Don Juan

Ontem levámos o Sushi ao vet outra vez.
Vamos continuar a dar-lhe o anti-inflamatório até a caixa acabar (mais uma semana) e depois simplesmente não vamos fazer mais nada. O vet diz que não está lá nada a infectar, quando espeta a agulha não sai pus, só sangue (o que por sua vez originou uma conversa interessante sobre o sangue dos animais e a dada altura disseram que o Sushi seria um óptimo dador, vou levar isso como um elogio...).
Aliás, o raio do cão é tão mimado quando vai o HVO, vocês nem imaginam. O vet adora-o, e as diferentes veterinárias mais novinhas que temos apanhado também ficam sempre deliciadas, a gabar-lhe o pêlo, o porte... dão-lhe biscoitos, ele pedincha mais, abana-se todo... Enfim, é um espertalhão e já percebeu que pode "lucrar" com aquela situação. E eu fico toda babada, claro, com os elogios e por vê-lo todo contente. Adoro vê-lo contente, ele era tão triste.


PS - O carregador da máquina apareceu... estava dentro de uma das minhas malas, claro!

04/05/10

Frase do dia

- A Emma é uma cadela que está a levar um banho à gato.

(A Dona a esfregar toalhitas no pêlo da Emma depois de, acidentalmente, o Sushi lhe ter feito xixi em cima quando foram passear. É melhor ficar a cheirar a maçã do que a xixi...)

02/05/10

Se não fossem os meus cães...

... às vezes acho que dava em maluca.

Por outro lado, há dias em que são eles que me deixam maluca. Há dias em que fico mesmo farta do xixi da Emma, dos puxões do Sushi, do pêlo, do cheiro...

Mas na verdade isso não dura um dia, só cinco minutos. :)