09/05/09

Privilegiados


É o que nós somos, essa é que é essa! Não me canso de agradecer os maravilhosos vizinhos que tenho. É como se todas as pessoas que gostam de animais tivessem decidido ir viver para o mesmo prédio.

Uma destas noites os meus monstrengos ladraram desalmadamente às 5h30. Eu, que estava a dormir na outra ponta da casa, com a porta do quarto fechada, acordei passada dos carretos. Pensei logo que os vizinhos ainda teriam achado menos graça ao número. Mas não só não veio ninguém refilar à minha porta no dia seguinte, como fartaram-se de fazer festinhas aos ditos monstrengos quando os fui passear.

Talvez os berros dos pavões do jardim tenham aumentado a tolerância auditiva do pessoal aqui do bairro (até eu que não gostava de pavões agora lhes acho graça), mas o que eu sei é que vivo no paraíso!!!


2 comentários:

aninhas disse...

lool
mas, q episódio mais chato :S
penso q de uma maneira geral acontece a tds...

bjs grandes

Van Dog disse...

:)