22/10/09

Os Olhos dos Tigres

Li no blog do Van Dog, que leu no blog da Animal. Na realidade é um texto de Manuel António Pina publicado na edição de ontem (21/10/2009) do Jornal de Notícias. Não resisti. Não só é uma peça muitíssimo bem escrita, como concordo com tudo o que nela consta. Tintim por Tintim, Astérix por Astérix.



«Quando era criança e me levavam ao circo, o que mais me afligia eram os olhos dos tigres. Os olhos assustados e resignados dos macacos, os olhos sem vida de leões e elefantes, os dos cavalos aos círculos na pista, rasos e desorbitados como os dos cavalos dos carrosséis, os das esquálidas pequenas trapezistas, metidas em surrados fatos de lantejoulas e fixando vaziamente um ponto abstracto acima das nossas cabeças enquanto agradeciam, hirtas, os aplausos, entristeciam-me.

Mas nos dos tigres havia impotência e orgulho ferido, como se estivessem enclausurados dentro de si e não coubessem dentro de si. Sentia que nos desprezavam e que desprezavam a parte de si que, às ordens do domador, subia e descia ridículos escadotes ou saltava mecanicamente através de arcos em chamas. E culpava-me por assistir ao penoso espectáculo da sua humilhação, imaginando que deviam (com razão) odiar-nos. A lei que finalmente aponta para o fim do abuso de animais nos circos acaba com um espectáculo tão humilhante para os animais quanto para quem (como acontece igualmente nas touradas) se compraz com a sua humilhação.»

2 comentários:

Lígia disse...

Nem mais!!É esse o sentimento...

meilinmommy disse...

Absolutamente!!!