19/10/09

Encontro imediato de 3º grau

Faz hoje uma semana que os meus 3 peludos tiveram um encontro imediato de 3º grau no hall da minha casa. Tudo porque o Bart escapuliu do quarto sem os cães estarem presos. Durante o tempo que passei enfiada com ele no escritório à espera que o Dono chegasse e prendesse os cães, porque se saísse a cena poder-se-ia repetir, só pensava que se calhar a minha cadela estava ferida e eu não estava com ela (o Bart tinha-a atacado mais do que ao Sushi). Mas os remorsos não duraram muito. Pois é, não vos contei o que aconteceu a seguir.

Comecei a ouvir a Emma a brincar com um ONI (objecto não identificado), que eu supus que fosse uma lata de coca-cola do ecoponto e só depois é que descobri o que era...

Estão curiosos?

Era a tacinha da comida do Bart, que só cinco dias depois é que apareceu. Pois é, passou-se quase uma semana e eu não sabia onde é que a taça estava e convenci-me que os cães tinham comido a ração do Bart e a taça também.

E mais: como a porta acabou por ficar aberta, os cães entraram, foram à taça da comida claro, mas também ao caixote da areia. Chafurdaram naquilo tudo e quando eu finalmente fui resgatada pelo Dono deparei-me com areia pela casa toda, incluindo paredes e móveis.

No dia seguinte, talvez porque tivesse achado piada ao trabalho artístico que os cães tinham feito com a areia dele, o Bart decidiu imitá-los e encontrei a casa-de-banho do nosso quarto, que é o quartel-general do Bart, no mesmo estado. Ou seja, por dois dias consecutivos tive de andar a apanhar areia e cocós do chão, varrer, aspirar, lavar, etc. E o pior é que a tal mania do Bart de roer sacos de plástico, a tal mania a que acho tanta piada, nesse dia deixou de ser assim tão engraçada porque depois de eu ter posto toda a areia no saco quando fui pegar nele a areia saiu toda outra vez. Grrrrr!!! Mas depois ele vem para o meu colo e começa a ronronar e eu perdoo-lhe tudo. eheheh

Pois é, passou-se uma semana que concluímos que não íamos ficar com ele, mas ele continua lá em casa... e hoje acordei com ele a partilhar a minha almofada, fiz-lhe cafonés como ele gosta e ele correspondeu fazendo festinhas na minha cara com a patinha. Que delícia!!! Aiii vai custar-me taaaantooo!!!

4 comentários:

Van Dog disse...

Não é mesmo por nada... veio-me uma ideia à cabeça... será que... não... não sei se diga... nles todo... Será?... Enfim, vamos ver os próximos episódios... ;)

Ka disse...

Ai, desculpa, não consegui evitar rir-me às gargalhadas com as pinturas artísticas de cócós e areia.
Sabes, todos temos esses episódios desesperantes de adaptação que quase nos levam à loucura e nos fazem questionar das nossas decisões.
O Pépe quando chegou lá a casa, a primeira coisa que fez foi enfiar-se atrás da banheira e não saía. Estava tão assustado que se escondia atrás de tudo, inclusivé atrás da torradeira, que foi provavelmente a situação mais ridícula a que assisti... vinha doente, tinha de fazer vapores e tomar medicamentos (podes imaginar o que é um gato a fazer vapores...). Foi desesperante. Depois veio a Zara, também doente, o que implicava mais medicação. E portas fechadas porque eles não podiam estar juntos. E a Zara também fazia das suas marcava a casa na altura do cio, andava à bulha com o Pépe e eu pensava que eles nunca se iam entender.
Mas eles, tal como nós, precisam de tempo para se adaptar.
E depois esquecemos tudo isso quando eles "falam" connosco, quando ronronam só de olharmos para eles ou quando se enrolam em nós a dormir.

Aproveita os mimos do Bart.

sandra calvar disse...

olá,
isso de roer sacas plasticas...ai que saudades! a minha Tita roía todas as sacas plásticas, e mais baba-as todas!!!
quanto á areia, isso é normal, é que há gatos que escarafuncham tudo! vou contar um segredo: na realidade todos os gatos são trolhas, e na sua arte tem de mexer bem o cimento!!!!! lool
se fosse a voçês dava mais um cadito de tempo....a ver se eles se habituam! ;)

Sónia disse...

Hum........dá mais um tempinho! Pode ser que ainda venham a ser grandes amigos!!!!

Os desgraçados assustaram-se à primeira, mas quem sabe.....