21/10/09

Curso intensivo

O que eu aprendi sobre gatos nas últimas 2 semanas:

1. Que nem todos são assim tão limpinhos quanto isso - o Bart às vezes faz cocó fora do caixote.
2. Que alguns gatos são mesmo muito parecidos com cães - o Bart gosta de perseguir bolas, traz o brinquedo com ele para perto de nós e, o que é mais incrível, gosta de estar exactamente nos mesmos sítios que a Emma.
3. Que há gatos que adoram festas na barriga.
4. Que é possível perder um gato dentro de uma divisão e procurá-lo, procurá-lo, procurá-lo, até começar a duvidar se ele está naquela divisão ou não.
5. Que são mesmo silenciosos e rápidos, aparecem do nada quando menos estamos à espera.
6. Que às vezes desatem a ronronar sem sequer lhes tocarmos.
7. Que onde houver uma janela ou uma porta, eles vão logo descobri-la - o Bart está sempre desejoso de ir para a rua (ai, tenho que ter cuidado ao dizer esta palavra porque os meus cães podem ouvir, schiuuu!)
8. Que adoram uma bela passerelle (seja uma prateleira, a cabeceira da cama, o parapeito, etc., quanto mais estreita for a passagem, melhor!).
9. Que não só gostam de sacos de plástico de uma forma geral como não se importam nada de os incluir no menú de refeições.
10. Que gostam de fazer do nosso lavatório a sua alcofa. E que isso dá uma óptima foto!

6 comentários:

Van Dog disse...

:D

Só diria que, quem sabe (também não sei muito), se faz alguma coisa fora do caixote é proque está chamar a atenção. Pelo menos é o que, muito pontualmente, se passa com a Kitty.

(estranhos, estes gatos... ;)

Uma dona babada disse...

o Bart é mesmo muito picuinhas com a areia por isso tenho de mudar com mais frequência do que normal. mas a verdade é que só começou com os presentes fora do caixote depois do stress com os caes. mas não é sempre. hoje de manhã fez fora e há bocado já fez dentro, por exemplo.

mas que ele gosta de chamar a atenção, disso nao há dúvida. por ele estava constantemente no nosso colo a levar festinhas. ehehehe

Ka disse...

Em relação ao que escreveste:

1)Fazerem fora do caixote pode ser algum problema ou chamada de atenção, mas também pode ser um simples descuido. Se ele não estiver castrado, prepara-te para muito pipi fora do caixote (ou seja, esteriliza o bicho!);
2)Pois, isso é verdade. Há gatos-cães. :)
3)Quando os gatos deixam fazer festas na barriga é sinal que se sentem seguros e confiantes;
4)Pior do que "perder" um gato numa divisão é perdê-lo numa casa. :D Começas a duvidar da tua própria sanidade mental e a pensar se ele se escapuliu por algum lado, mas sabes que isso não é possível e começas a endoidar até o achares escondido dentro de um roupeiro, atrás de uma cadeira ou debaixo de uma cama;
5) Hihihi, é sim! E ele já te fez golpe de ninja? De estares a pensar na vidinha e de repente saltar à tua frente vindo do nada, dá-te um estalo e desaparece?
6)Há gatos que são verdadeiros motores. Basta olhares para eles que começam a ronronar. :)
7)Dá sempre jeito em casos em que necessites de salvamento.... :|
8)E adoram atirar as coisas das prateleiras cá para baixo também.
9) Adoram sacos de plástico e sacos do lixo, mas ambos são perigosos: na brincadeira com os sacos podem ficar sufocados; ao roê-los ingerem plástico que basicamente lhes lixa o estômago todo. Por isso - Proibição aos sacos de plástico!
10) Lavatórios e bidés. E banheiras têm sempre o "teste da água" antes e depois do banho.
:D

Uma dona babada disse...

Olá Ka,

fartei-me de rir com os teus comentários. O Bart está esterilizado, a questão do cocó penso que é mesmo para chamar a atenção, e o mais engraçado é que depois ele tira areia do caixote para esconder o cocó.

Quanto ao golpe de ninja, estou familiarizada com ele, porque a gatinha que no verão passado passou lá por casa fazia-nos isso. O Bart não faz, mas ontem surpreendeu-me saltando muito alto, eu tinha a mão apoiada na ombreira de uma porta enquanto falava com o Dono e ele saltou até tocar em mim, desatámos logo a rir.

nocas verde disse...

que há gatos-cães (como cães-gatos) há mesmo!
diverti-me imenso a ler as aventuras do Bart. O Faramir e o Legolas são assim também. E mais, quando pensas que já sabes, do tipo, "passei o mesmo com o Faramir e ele esteve sempre em casam não vou stressar com o Legolas" começas mesmo a duvidar da sanidade e até dentro do frigorífico o procuras...
lavatórios, banheiras, e - se deixares - lava-louças...
o ronronar é estranho. Nunca ouvi o Faramir ronronar... nunca. Deixa fazer festas se está para aí virado e na barriga tem que estar muito bem disposto... já o Legolas ronrona como respira e adoooora festas na barriga... são tão diferentes os meus dois gatos... (não é preciso dizer que os amo perdidamente aos dois, pois não?)

Ka disse...

O meu Pépe também não ronrona. Quando lhe faço festas sinto a vibração na zona do pescoço mas não se "ouve". Já a Zara parece uma mota, sempre a ronronar.... prrrrruuuuuuuuuu :D