13/04/09

Frango & arroz FOREVER!


A Emma come a mesma ração com o mesmo sabor desde sempre. Ou melhor, dantes comia a versão júnior e depois começou a comer a de adulto. Não é a melhor de todas, daquelas que só se compram nas lojas de animais, mas é a melhor entre as que se vendem no supermercado. Não vou falar aqui em marcas, porque este post não é para fazer publicidade, é apenas para ilustrar um ponto de vista.

Ela come esta ração simplesmente porque era a que a dona da mãe dela lhe tinha começado a dar mal ela deixou o leite materno.

Claro que o Sushi quando veio cá para casa começou a comer esta ração também. Se há certeza que eu tenho sobre o passado misterioso do nosso cão é que dantes lhe davam comida e não ração, porque ele não reagia das primeiras vezes que lhe pusemos a ração à frente e por outro lado fica demasiado entusiasmado quando me vê a mexer em carne (a Emma não sabe o que é e por isso não liga nenhuma).

Ora o facto de os nossos cães comerem uma boa ração faz toda a diferença. Eles têm os dentes branquinhos, não são gordos e não têm problemas de pêlo. Aliás, no caso do Sushi, ainda se nota mais essa diferença, pois não só já não tem o mau hálito que dantes tinha, como passou a ter um pêlo muito mais bonito. E como sempre ouvi dizer que não é bom andar a mudar de ração (e foi precisamente por isso que a Weime do meu vizinho começou a ter problemas) comem sempre sempre a mesma.

Mas houve duas excepções - e ambas provaram que esta nossa teoria está certa. Pelo menos para os nossos cães.

A primeira: o sabor que eles normalmente comem, frango & arroz (nham nham), estava esgotado e por isso decidimos comprar da mesma marca mas borrego & arroz. Uiiii!!! O que nós fomos fazer...? Os gases... O cheiro... Ai nem me quero lembrar! NUNCA mais repetimos esse erro!!!

A segunda: nestas últimas mini-férias, para não termos de levar uma saca de 15 kg connosco, levámos ração para o primeiro dia e decidimos comprar no supermercado um saco de 3 kg, que daria para os dias em que íamos estar fora de casa. Ora, não havia frango & arroz. Da mesma marca havia apenas uma ração sensitive, com sabor a perú & arroz, própria para cães com problemas de estômago e de pele. Pensámos: why not? Assim sempre variavam um bocado... Como a ração deles já tinha acabado, não pudemos fazer mistura (sabem o truque de ir fazendo a transição pondo um bocadinho de uma e de outra e progressivamente aumentando a quantidade da ração nova?), por isso foi mesmo assim. Como nenhum deles ficou com diarreia, pensámos que estávamos safos. Mas, afinal, como o nosso cão-boi de sensível não tem nada, ele deu-se mal com a ração. Ficou a perder (ainda) mais pêlo e inclusivamente ficou com uma espécie de caspa.

Mal regressámos a casa decidimos que estava na altura de aspirá-lo. Sim, leram bem. Aspirámos o Sushi. Ou pelo menos tentámos, porque o pobre do cão já nem sabia por onde fugir e às tantas tivemos mesmo de voltar à táctica da nossa boa amiga escova. Seja como for, bem haja a quem inventou o Kirby e a sua peça especial para escovar cães (que virada ao contrário serve para desentupir canos, por incrível que pareça).

Isto tudo para dizer que não vai haver mais experiências e que os nossos cães irão comer a mesma ração forever and ever. Assim como assim, aspiradores como eles são, não me parece que se importem muito...

3 comentários:

Polli Peste disse...

Era uma coisa que eu gostaria muito que acontecesse lá em casa, mas não: eles fartam-se de marcas, sabores, you name it, são uns enjoadinhos. A vicky de inicio comia qualquer coisa, mas ultimamente tem seguido o exemplo do irmão e tem sido um castigo a hora da refeição porque agora são 2 a não querer comer...
A Dona Babada é uma sortuda...

Beijinhos*

Ana disse...

Cá em casa é mais ou menos a mesma coisa. Eles sempre comeram ração para castrados de uma marca de veterinário. Meteram-me medo com as rações de supermercado e é um facto que o pêlo não cai muito, está super brilhante (então o Pepe não se fala) e cheiro nem vê-lo. Acontece que a porcaria da ração esgotou. Tive de mudar de marca e não imaginas a alegria. Cada vez que mexo na caixa da ração quase que me sobem pelas pernas acima de alegria. Se é bom alterar a ração ou não, sinceramente não sei, mas gosto de ver a alegria deles. É a tal coisa, se pensarmos bem, também não gostariamos de comer douradinhos com arroz de tomate a vida toda... Para isso já bem basta o Bruno aleixo.

Beijocas da dona do Pepe e da Alice!!! :)

Uma dona babada disse...

pois é, de ração para gatos não percebo muito, porque só tive uma gatinha em regime de FAT durante para aí um mês. Mas nesse curto espaço de tempo deu para perceber que ela não comia qualquer coisa... e todos os gatos que conheço são dos que gostam de ir variando.
quanto aos cães que se fazem de esquisitos para comer, não consigo nem imaginar, deve ser uma dor de cabeça, nisso tenho muita sorte.

o Sushi já recuperou do pêlo agora que voltou à ração habitual. agora é a Emma que parece estar a ter problemas em readaptar-se, pelos vistos a outra sensitive fazia-lhe bem aos intestinos, porque agora anda um caos e o meu querido nariz é que paga. vai-se lá perceber...