07/02/11

Um tema recorrente

Muito queridos são os meus cães. Como sabem que já só falta um mês para começar a mudar fraldas, decidiram intensificar o meu estágio no capítulo dos maus cheiros e eliminação de resíduos. Estou a falar de... vómitos, como não podia deixar de ser.
As camas deles são de plástico mas eles só lá dormem se as respectivas mantinhas estiverem lá. Ora, as ditas mantinhas, que são todas XPTO absorventes e respiráveis e anti-alergénicas e sei lá mais o quê, chegam ao ponto de tresandar, porque eles ficam inconsoláveis quando não as têm e andamos sempre a adiar pô-las a lavar. Mas aproveitando o bom tempo dos últimos dias, o Dono não teve contemplações. Não satisfeito com uma só lavagem, decidiu fazer uma segunda lavagem (desde que estou de cama ele tem o monopólio do detergente da roupa e não há nada a fazer quando se tem um homem exagerado em casa). E ainda não satisfeito com isso, quando já estavam secas, decidiu aspirar as mantas. Nunca elas tinham estado tão limpinhas...
E na manhã seguinte o Sushi tinha vomitado na dele. É a segunda vez que ele vomita na cama, nem sequer se dá ao trabalho de se levantar (enfim, a Emma também vomitou na nossa cama porque não se deu ao trabalho de procurar um sítio mais conveniente).
conclusão: hoje de manhã muito se praguejou nesta casa e por uma vez não era culpa dos xixis e cocós da menina Emma durante a noite. O cão também não podia ser um santo, né?

2 comentários:

Lígia disse...

Olha e eu hoje tinha as duas mantas da minha Emma vomitadas, não tive tempo de as por a lavar e já tá a vir o raio da chuva...bendito espólio de mantas que eu vou comprando...

Uma dona babada disse...

é uma boa ideia manter um stock de mantas. nós temos estas duas porque costumavam ser ambas da Emma, até que o milagre da multiplicação nos trouxe o Sushi e aí tivemos de aprender todos a operação de divisão :)