23/12/09

Enough is enough

Eu poderia pôr as culpas no tempo cinzento ou na recente gripe ou no corre-corre do Natal. Mas acho que por esta altura tenho de admitir que a minha ausência não é só por preguiça, mas por uma grande tristeza. O pior é saber que se está triste e não saber como deixar de estar.

Claro que, mesmo nos dias tristes, os meus cães trolarós são sempre motivo de alegria. Lá vão fazendo das suas e em breve terei mais fotos e peripécias para vos contar ("em breve" significa quando eu sair desta depré e voltar a ser eu própria).

Não ajuda o facto de continuar a receber dezenas de apelos por dia, incluindo alguns ainda mais chocantes do que outros (Mais alguém recebeu aquele sobre o cão que sofreu abusos sexuais? Mas que raio de gente é esta??? Mas e não lhes acontece nada? Que tal serem esfaqueados num certo sítio? Oh raios, às vezes só me apetece emigrar!)

Mas estou a fazer um esforço por me animar, mesmo assim. Por isso, acreditem ou não, este post é suposto ser um post alegre de boas festas. Ao que eu cheguei. Mas pronto... BOAS FESTAS! (Soa um bocado vazio de significado depois do parágrafo anterior, não é? Pois, é assim que me sinto, desculpem lá fazer-vos sentir da mesma maneira.)

3 comentários:

Van Dog disse...

Eu não sei, mas senti esse desejo de boas festas mesmo na alma!

(não recebi esse email. E confesso, se recebesse possivelmente não o iria ler. Cobardia? Talvez. Mas tenho a noção das minhas limitações (que são imensas). Não posso tomar consciência e sofrer com tudo. Pura e simplesmente, sei que não posso. Mas admiro imenso quem consegue assimilar tudo. E admiro ainda mais quem faz alguma coisa por algumas desgraças que vê. Nem que seja por uma... Nem que seja uma Leila salva do canil...)

Boas festas para vocês! Um uauff muito especial para a Emma e o Sushi, que são uns cãezinhos cheios de sorte!

Sónia disse...

Um Feliz Natal!
No meio de tanta coisa que recebemos tb há boas noticias! Tens de te agarrar a isso! É o que eu faço senão não aguento!!

Beijinhos!

Sandra Duarte disse...

A Sónia tem toda a razão. Eu sei que é complicado e frustante mas temos que nos agarrar às poucas coisas boas senão andamos sempre infelizes e em baixo. E eles precisam de nós em cima. Força.
Um beijinho muito grande